lembrando


Acreditas que já passaram tantos anos desde o dia em que, supostamente, partiste? Digo-te supostamente porque tu ainda apareces aqui e ali, que quando me deito as lembranças estão atreladas aos lençóis e cobertores que não chegaste a conhecer. Eu vou-te mantendo perto de dia para dia, fraco mas chegado. Sabes o que a casa gasta, fui-me habituando à tua constante presença-ausência. Devia ser fácil mas o sabor da melancolia e da amargura não muda nem que o experimentemos uma vez, na seguinte o sabor é na maior parte das vezes pior. Lá me vou acostumando a ocupar o buraco causado por não-sei-quem que partiu há muitos anos.

1 comentário:

Vera Sousa disse...

Meu deus, já me arrependi de pôr aqui os pés, tinha-te avisado!
ly sis